8 de mar de 2013

Comunhão Universal


http://portucale.blogspot.com.br/images/GW.jpg

72 - Alguém disse a Jesus: Dize a meus irmãos que repartam comigo os bens de meu Pai.
Respondeu Jesus: Homem, quem me constituíu partidor?
E dirigindo-se a seus discípulos, disse-lhes: Será que eu sou um partidor?

Em forma algo diferente referem os outros evangelistas estas palavras de Jesus. Mas a última pergunta do texto acima faz adivinhar um sentido mais amplo e profundo: será que eu sou um partidor de bens materiais?

Um verdadeiro Mestre espiritual não parte nem reparte bens materiais; não lhe interessa que certa porção de matéria morta esteja nas mãos de A, de B ou de C. Para ele, os bens materiais são coisas fictícias, cuja distribuição em nada modifica a realidade do possuidor. Que alguém tenha muitos zeros ou poucos zeros – 000000 ou 000 – isto lhe é totalmente indiferente. Enquanto o suposto possuidor é um possuído, nenhum desses zeros, pequenos ou grandes, o pode redimir da irredenção da sua nulidade; falta ao possuído o “r” redentor de possuidor. Se o possuído se tornar um possuidor não possuído, pouco ou nada já lhe interessa os bens materiais. E, caso os possua, são eles desnulificados da sua nulidade, assim como os zeros do lado direito do “1” deixaram de ser nulidades e se tornaram algo: 1000000.

Raras vezes, um iniciado se imiscui nos afazeres dos profanos. Dificilmente um homem espiritual se vê à frente de negócios mundanos. E, se a isto for obrigado, não é afetado por nenhuma materialidade.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...