11 de mar de 2013

Caminho, Verdade e Luz


74 - Disse ele: Senhor, muitos rodeiam a fonte, mas ninguém entra na fonte.

Já no início da Era Cristã, lamentava o grande Orígenes, de Alexandria, que muitos falassem do Cristo e poucos se cristificam. Muitos sabem que existe uma fonte de águas vivas, poucos bebem dessa água.

Este mesmo fenômeno, aliás, se repete no mundo inteiro: quase toda a Ásia conhece a sabedoria de Buda, de Krishna, de Lao-Tse; muitos admiram as “quatro verdades nobres”, a Bhagavad Gita, o Tao Te King – e poucos descem à profundeza dessas fontes de sabedoria vivenciando-a. quase todo o ocidente, europeu e americano, se diz cristão; muitos lêm os Evangelhos,fazem sermões, conferências e escrevem poesias sobre os ensinamentos de Jesus – mas quantos orientam a sua vida pelas grandes verdades do Cristo?

É fácil andar ao redor da fonte, espelhar-se em suas águas, contemplar a sua limpidez – sem beber uma gotinha das suas águas vivas. Difícil é descer às profundezas da fonte, beber da sua vida e vitalizar com ela todos os setores da vida. No colóquio com a samaritana, disse Jesus: “Se tu conhecesses o dom de Deus e aquele que te fala, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva, e essa água se tornaria em ti uma fonte de águas vivas, jorrando para a vida eterna”.

No princípio, as águas parecem fluir de fora para dentro de nós; no fim, porém, verificamos que se formou dentro de nós mesmos uma fonte de águas vivas, que nós mesmos somos uma nascente – e então essas águas jorram de dentro para fora, beneficiando também os outros. Ninguém pode ser beneficente antes de ser benevolente. Ninguém pode fazer bem aos outros se não for bom em si mesmo. Ninguém pode fazer transbordar as suas águas, se não tiver plenitude delas. Somente a plenitude interna é que pode transbordar externamente. Somente a consciência mística pode transbordar em vivência ética*.

Quem não descer à profundeza da fonte, perde o seu tempo em rodear a fonte.





 * Ética é um termo humano para descrever uma realidade divina - indvidual, absoluta e  intransferível.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...